| | |

A Comissão Federal dos EUA começa a processar a Microsoft para impedir a aquisição da Activision

Como parte do esforço da Microsoft para superar todos os obstáculos que impedem a conclusão do maior negócio de aquisição da história de empresas de desenvolvimento de jogos e tecnologia em geral, que é a aquisição da gigante editora Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões.

Recentemente, uma disputa entre a Microsoft e a US Trade Commission (FTC) começou a se intensificar. Este último entrou com uma ação judicial para tentar bloquear o Xbox com a conclusão da aquisição da editora de Call of Duty, de acordo com um comunicado de imprensa divulgado pelo regulador. O processo foi aberto hoje após dias de calma nas disputas entre a Microsoft e a Sony, bem como os reguladores da UE e do Reino Unido, sobre questões de concorrência e o futuro de Call of Duty.

A Federal Trade Commission (FTC) argumenta que a aquisição permitirá à Microsoft suprimir os concorrentes de seu console de jogos Xbox, por meio do conteúdo de seus crescentes serviços de assinatura, bem como dos serviços de jogos em nuvem nos quais a Microsoft está se concentrando em particular.

A Federal Trade Commission (FTC) votou por meio de seus comissários para abrir o processo contra a Microsoft. Agora, este último enfrentará o maior obstáculo no processo de conclusão da aquisição da Activision Blizzard, e se tornou uma ameaça real para ela. Por outro lado, os reguladores do Reino Unido e da União Europeia também estão examinando o negócio de perto, apesar das repetidas tentativas do Xbox de satisfazer os reguladores e concorrentes também.

Holly Fedova, diretora do Escritório de Concorrência da Federal Trade Commission, disse em um comunicado:

A Microsoft já mostrou que pode e irá bloquear o conteúdo de seus concorrentes de jogos.”

Hoje, procuramos evitar que a Microsoft assuma o controle de um importante estúdio de jogos independente e o use para prejudicar a concorrência em um mercado de jogos dinâmico e em rápido crescimento.

No mês passado, a Microsoft ofereceu à Sony um contrato completo de 10 anos para garantir a sobrevivência de novos e futuros jogos Call of Duty em suas plataformas, mas a Sony ainda não aceitou a oferta. No entanto, um acordo semelhante foi fechado com a Nintendo, que rapidamente concordou com isso.

Você acha que esse negócio está perto do fracasso?

Similar Posts